segunda-feira, outubro 29, 2007

Essas semanas

Essas semanas que passaram não escrevi nada. Vou fazer um super-ultra resumo.
No dia 6 de Outubro fizemos uma jantar para Cássio, Patrícia, Carol e Flávio. Infelizmente Carol e Flávio não puderam vir, mas Cássio e Patrícia marcaram presença. Eu e Lu fizemos uma receita de Nhoque com um molho pesto diferente. Esse nhoque é bem diferente dos outros, não leva muita farinha na massa, tem queijo, ricota, nozes e outras coisas. A massa sempre fica boa, já fizemos 2 vezes e ficou uma delícia. O problema é o molho. A primeira vez que fizemos exageramos no alho e ficou horrível mesmo (mas Lu gostou mesmo assim)! Ainda bem que não tínhamos visita, fizemos só para a gente. A segunda vez foi para esse jantar. Colocamos queijo demais e ficou bem forte. Mas quando servimos colocamos bem pouco molho para não passarmos mal. A próxima vez será outro molho, está comprovado que esse molho não dá, é muito difícil achar o ponto certo. Para sobremesa, fizemos a famosa torta de chocolate de Jamie Oliver. Ficou um espetáculo! No geral, o jantar foi ótimo para colocar a conversa em dia. Fazia muito tempo que não nos encontrávamos.


Lu ralando o queijo para o Nhoque


Torta de Chocolate de Jamie Oliver

No dia 21 de Outubro fizemos uma moqueca de peixe e camarão. Sanna, Teea, Cássio, Patrícia, Carol, Flávio e Andréa vieram para o almoço. A moqueca ficou boazinha, não ficou maravilhosa, mas deu para matar a saudade do dendê. Errei na mão, coloquei água de mais e virou um sopão. :)
Esta foi a segunda vez que eu e Lu fizemos moqueca em toda nossa vida e foi a primeira vez que fizemos para mais de duas pessoas (foram no total 10 pessoas). Talvez a próxima fique melhor. Já o pirão ficou uma delícia (com a preciosa fino-baiana ajuda de Sanna)! Foi o sucesso do almoço! Valeu o encontro e o pudim que Carol e Flávio fizeram, estava delicioso!


Tira-gosto: camarão frito com limão


Mesa com moqueca, arroz e pirão


Pudim de leite de Carol e Flávio

Na semana passada, mas precisamente na terça-feira, soube que eu não teria mais lugar para estagiar pois a escola na qual eu iria estagiar estava com problemas hidráulicos. O estágio iria começar na segunda-feira (29.10) e eu só tinha 3 dias para procurar outro lugar. Fiquei arrasada, chorei na escola, passei a maior vergonha, mas eu sou assim se estou mal não guardo dentro de mim, quem me conhece sabe, choro mesmo! Não era motivo para chorar, mas fui pega de surpresa, não queria mais me preocupar com isso e naquele momento jogaram a batata quente em cima de mim. Fiquei nervosa, não sabia para onde ir e nem onde procurar. Pedi para ir para casa e minha professora me liberou, disse que me ajudaria a encontrar outro lugar. No mesmo dia ela enviou para mim o endereço de outra escola. Lá fui eu. Enxuguei as lágrimas, respirei fundo e me transformei na pessoa mais feliz de todos os tempos. Fui na escola, procurei alguém para conversar sobre estágio e encontrei Elena. Ela conversou comigo e disse que daria uma resposta até sexta-feira. Expliquei o que aconteceu com o primeiro estágio e aí veio a surpresa, ela disse que a escola que eu tinha conseguido o estágio, faz parte dessa escola. Ela me disse que eles tiveram, sim, um problema hidráulico mas que os trabalhos por lá não pararam. Fica então a pergunta: por que não me deixaram fazer o estágio lá? Fiquei um pouco desconfiada mas, agora, são águas passadas.
Na quinta-feira passada, Elena ligou para minha professora e falou que poderia estagiar com ela, ajudando os professores de informática e de matemática (20h por semana). Nessa altura, eu já tinha vaga certa em uma creche e um possível estágio em uma ONG. Cancelei a creche e o estágio na ONG eu troquei por voluntariado, pois ajudando os projetos dessa ONG, que se chama Pakolaisapu (Ajuda aos Refugiados) poderei exercitar o finlandês e ao mesmo tempo conhecer novas pessoas.
No final tudo deu certo! ;)
No sábado passado, dia 27.10, foi aniversário de Sanna. Na verdade o aniversário dela é no dia 26.10, mas foi comemorado no sábado. Fomos para um bar, onde teve uns tacos com guacamole e molho de tomate apimentado, bolos de chocolate e marshmallows. Tudo estava uma delícia. Fomos com Patrícia, pois Cássio viajou para o Rio de Janeiro para defender a tese de doutorado dele. E encontramos Teea no bar. Só um detalhe importante, os primeiros a chegar na festa fomos nós! Essa fama que brasileiro chega nos lugares atrasados é mentira!! Finlândes é que chega atrasado nos lugares. Brincadeirinha... não podemos generalizar (coitados dos finlandeses que são pontuais) e nem considerar uma pequena amostra de 3 brasileiros. Foi uma noite muito boa!
Hoje começou o estágio, no próximo post contarei como foi.

8 comentários:

Teea disse...

Hihihi, e eu que tô tentando aprender chegar um pouco mais tarde às festas ;) Até fui tomar um copo no caminho para lá para não chegar cedo demais/antes de vocês, rsrs.

Mas falando a sério: adorei a sua moqueca, adorei aquele dia, foi muito bom encontrar com vocês e com toda essa galera, senti muito em casa!

E sim, adorei também a festa da Sanna. Atmosfera bem legal, não foi?

Depois esperamos novidades do seu estagio!

Um beijão,
Teea

Mônica disse...

Oi Cá, normalmente a moqueca é feita em tacho raso, o que ajuda a dar o ponto, normalmente vc não mexe nem nada qd coloca os temperos por cima. Na falta do tacho e da necessidade de fazer uma poção grande, vc acabou errando a mão...

Não entendo onde é que vc vai estagiar: segunda escola ou ONG? será voluntário?

De qq forma: tudo termina bem... quando acaba bem.... rsrrsrs

Beijos

Maria de salete disse...

Ca,
parabens pelo início do estágio e boa sorte!
Quanto à moqueca, algum cozinheiro baiano me disse há tempos atrás que a gente não deve colocar nem uma gota d'água na moqueca: basta a água que sai do peixe e do camarão. E a panela deve ser mais larga do que funda, como disse a Mônica.
mas, pela foto, saiu tudo bom e gostoso. (a fot de lu ralando quijo sumiu...)
Beijo e aguardo notícias do estágio!

Livinha disse...

Oi Cá,
Já estava com saudades de seus posts. Que surpresa da escola hein, mas ainda bem que acabou tudo bem e vc encontrou outra escola para estagiar ;)
Essas comidas aí estão com caras de muito gostosas...nham, nham, nham! A torta de chocolate então! :D

Boa sorte no estágio essa semana!

Beijão,
Livinha

Pata disse...

Oi Cá!

Essas semanas foram gostosas mesmo. Qdo precisar de mais cobaias pode chamar :D

Beijos e boa sorte no estágio!

cécile disse...

Oi Cá!
Que bom que, no final, deu tudo certo com a escola. Sei bem como é se preparar para ser recebida e levar um bolo desses. Eu tb tenho encontrado dificuldades de fechar com uma escola para fazer minha pesquisa. Tudo tem sido um processo... Mas, parece que agora vai rolar. :-)
Mudando de assunto, o jantar parecia delicioso. Vc bem q podia colocar essas receitas no cumetatuebom, né? Meu "vasto" repertório de comidas já está enjoando, hauahuahaua. Tadinho do Vinnie.
Bjocas

Wagner Saback Dantas disse...

Cá,

Tudo é processo, como disse Cê. Por aqui em Lisboa, percebo isto constantemente. É preciso calma, persistência e choro também. Nada sai do nada. E nada se aprende quando não colocamos a mão na massa e não vivenciamos os momentos.

Tenho certeza de que, deste labirinto de situações, você tem extraído muita coisa de bom. A nossa percepção muda.

Eu já me arrisquei a fazer umas moquecas (Charles é o culpado). A primeira que fiz sozinho para muitas pessoas também saiu um belo sopão! Neste espaço de comentários, as dicas de Mônica e Salete podem me ajudar (obrigado, meninas!). E vieram em boa hora neste 1º de novembro: faremos uma moqueca de peixe (com dendê bahiano) aqui em casa hoje na hora da janta. Usarei o tacho raso, não panela funda, colocarei (se preciso for) pouca água. Veremos!

Sucesso no estágio e, ainda que demore, mantenha escrevendo os seus relatos. São ótimos para ler, saber como vocês estão e aprender e aprender!

Beijão a Lu e a si!

É isso,
Wagner.

Vinicius disse...

"O processo é lento
Realidade não é sempre o que parece
O processo é lento
Aceitação e compreensão da situação baixa consideravelmente a taxa de stress
O processo é lento
Só segue quem se fortalece
Pega a responsa pra si, e é isso aí"

Pensei nesse trecho aí lendo o seu post.
Parabéns pelas conquistas! Desafios vencidos hoje, novos desafios pela frente amanhã. Se jogue e nos mantenha informados!

Beijossssssssssssss