quarta-feira, julho 07, 2010

Quarto mês

Nesse quarto mês Julinha descobriu que ficar com a mão na boca é bom. Era (e ainda é) mão na boca o tempo todo e tudo que ela encontra leva para boca. A gente fica de olho, porque ela já encontrou o dedão. Ela ainda pega o dedão sem jeito mas quando a gente vê, a gente tira logo. Tudo menos dedo na boca.
Uma coisa que nos preocupou nesse mês foram as incessantes coçadas nas orelhas. Ela coçava tanto que a orelha ficava vermelha, para aliviar eu passava algodão com água fria, ela gostava e dava um sossego às coitadas das orelhas. Para completar, ela acordou dois dias às 7h da manhã e dois dias às 4h da madrugada e sempre coçando as orelhas, a gente ninava e colocava ela de novo no berço. Fomos até no médico para saber se era alguma coisa mais séria e para o nosso alívio não tinha nada.
Outra novidade foi vê-la arqueando as costas. Com essa nova habilidade, percebi que trocar a fralda no trocador está cada dia mais difícil. Além de arquear as costas ela derruba todas as coisas que estão perto do trocador. Isso já é um sinal que está na hora de mudar de lugar. :-)
Também está ficando difícil dar banho em Julinha, ela aprendeu a mexer os bracinhos e as perninhas e jogar água por todos os lados. A gente toma banho com ela, mas é uma delícia vê-la brincando com a água. Estou pensando em até comprar uns brinquedinhos para ficar mais divertido.
Quando ouvimos os "aaaahhhh", "eeeehhh" e outros sons lá do berço, sabemos que Julinha está acordada. Ela está bem falante. Uma coisa que ela adora é pegar nos pés. Ela aprendeu a levar o pé na boca e descobriu que o pé tem um gosto bom (hihihihi). Agora ela acorda já segurando os pés. Às vezes depois da gente ninar ela por mais ou menos 15 minutos, a colocamos dormindo no berço, na mesma hora ela acorda e segura os pezinhos. Aí temos que começar o ritual do sono todo novamente.
No final desse quarto mês, quando colocávamos ela deitada no tummy time, ela virava de lado para ver a tv atrás dela. Ela adora uma tv e se diverte brincando de levantar com Lu. Todo dia à noite, Lu brinca com ela segurando-a pelas mãos, ela faz o esforço para levantar e Lu ajuda ela a terminar o movimento. Eles ficam nisso por alguns minutos até ela ou Lu cansar. :-)

Julinha com 4 meses
Nesse mês fizemos nossa primeira viagem com Julinha fomos para Cambridge, uma cidade perto de Londres, fomos e voltamos no mesmo dia. No geral a experiência foi legal. Um dia isso teria que acontecer, já que adoramos viajar. Eu fiquei super-hiper preocupada se Julinha estava com frio ou com calor, se estava cansada, se iria chorar no meio da capela ou no museu, onde eu iria amamentar Julinha, entre outras coisas. Enfim, só preocupações. Teve um momento que eu estava tão tensa que paramos e Lu conversou comigo e me acalmou. Depois disso o passeio ficou ótimo. Fomos de trem pela National Rail. O trem fazia muito barulho. Na ida Julinha dormiu no meu colo e acordou já perto de Cambrigde. Na volta Julinha foi quase a viagem toda acordada, tomando susto e chorando pois as janelas ficam abertas durante toda a viagem e quando um trem passava do lado do nosso, fazia um barulhão e quando nosso trem passava dentro de um túnel, fazia um barulhão também por causa da pressão do vento. Para a viagem levamos dois slings, nossos casacos, a câmera grande, a camêra pequena e uma mochila com roupas e fraldas para Julinha. Levamos muita coisa e cansamos rápido com tanta tralha. A cidade é bem universitária, tem muitos adolescentes pelas ruas e nos parques, tem um rio lindo, onde fazem passeios de canoa, nós não fomos mas parece legal (os próprios estudantes levam os turistas na canoa, quem vai? hehehe), visitamos a linda capela do King's College, fomos ver o museu Fitzwilliam e pegamos o ônibus hop-on hop-off para conhecer a cidade. Em um momento de iluminação de Lu, ele notou que o nome Cambridge (Ponte sobre o Cam) pode ter surgido por causa do Rio Cam, já que lá tem pontes sobre o Rio Cam. Ahá! Viu que descoberta?!

Capela do King's College
Esperando o ônibus hop-on hop-off
Lu com Julinha no sling
Rio Cam e os passeios de canoa
Julinha se comportou bem em Cambridge, às vezes chorou, normal, mas nada de mais. Amamentar foi difícil. Organizamos nosso horário para eu não precisar amamentar no trem, por isso dei de mamar antes de sair de casa e antes de sair de Cambridge. Quando chegamos em Cambridge tentei amamentar primeiro na cafeteria da estação de trem, mas era muito barulho e ela se distraía com tudo e por isso não mamou muito. Tentei no banheiro para bebês em um shopping de lá, mas também tinha muito barulho daqueles secadores de mão, não deu certo, acabou mamando pouco também. Resolvemos continuar o passeio, caso ela reclamasse a gente parava e eu a amamentava, mas não foi preciso. Na hora da mamada seguinte, estávamos no museu e usamos o banheiro para bebês. Lá foi mais tranquilo e ela conseguiu mamar mais, antes da gente voltar para Londres. Se você for viajar com seu bebê, é sempre bom achar um lugar de apoio para trocar as fraldas e amamentá-lo. Você pode amamentá-lo em um desses banheiros para bebês ou em um lugar calmo como uma cafeteria, restaurante ou parque. Único momento tenso foi quando pegamos metrô (piccadilly line) de King Cross até Earls Court. Estava cheio e quente. Ela estava no sling, começou a esquentar, ela olhava para as pessoas e chorava, chorava e chorava. Tivemos que sair antes da nossa estação de destino para acalmá-la e pegamos outro metrô mais vazio e mais fresco. Lu ficou do nosso lado tentando distrair ela e tapando a visão dela para ela não olhar para os lados. Depois pegamos outro metrô (district line) para nossa casa. Esta linha é mais vazia e muito mais tranquila. No final da viagem Julinha já estava no meu colo sem sling e toda feliz. Chegamos em casa mortos de cansados. Foi uma boa experiência para a gente aprender a levar menos coisas e no meu caso, a não me preocupar tanto.

Com 16 semanas completas, fomos no centro de saúde, levá-la para tomar três vacinas: terceira dose da DTaP/IPV/Hib, contra difteria, tétano, pólio, coqueluche (whooping cough) e influenzae haemophilus tipo B, a meninngococcal C e a Pneumococcal conjugate. Ela recebeu uma injeção em uma perna e na outra perna, duas injeções. Tadinha. Ela chorou, dei o peito por uns 5 minutos e ela se acalmou. Voltamos para casa, ela só ficou mesmo dengosa e chorosa, ainda bem que não teve nenhuma reação mais séria depois de tantas injeções.

E assim se completou mais um mês na vida tão cheia de atividades de Julinha. :-) Até o próximo post!

5 comentários:

terceiro disse...

Carolzinha, seus relatos são engraçados, emocionantes, instrutivos ... e dão saudades de vocês e dessa coisinha fofa que eu ainda não conheço mas vou conhecer em breve aqui em Salvador. Beijo pra vocês 3! :-)

acoisarosa disse...

Muito especial a primeira viagem de Julinha. Não considero assim tão ruim a mão na boca, não sei seus argumentos. Sei que meu sobrinho já tá nascendo o dentinho e impossível não ficar com algo na boca coçando. Se vacilamos, essa coisa é alguma parte da gente rsrsrsrs
Até a vista! bj.

Pata disse...

Ai, a Jujuzinha tá muito fofa! Que carinha de doce que ela tem. Assim fico que não me aguento de tanta vontade de vê-la.
A primeira viagem é sempre assim, a gente fica tensa e depois vê que não é pra tanto. Nós fomos logo pro Brasil com a Bia (com apenas 3 meses), mas, como vc sabe, sou meio deveagar, então nem me estressei muito.
Bom, outras viagens virão e vcs ficarão craques nesse assunto ;)
Bjao

Pata disse...

Ah, qto ao dedo na boca, eu percebi que a Bia colocava TUDO na boca nessa idade, então deixava que ela chupasse os dedinhos da mão como qq outro brinquedo. Eu procurei dar muitas alternativas (incluindo a chupeta) assim ela não ficaria fissurara só nos dedinhos.
Deu certo, ela parou cedo de chupar os dedos, mas usa a chupeta até hoje para dormir. Pretendo abolir a chupeta em alguns meses, antes que ela comlete 2 anos.

Carlinha Freitas disse...

Cá,

você acredita que hoje pela primeira vez, Lucas ficou olhando o móbile? Já tinha tentando antes, mas ele nem ligava! Hoje ficou olhando e dando uns gritinhos!!! Fiquei toda boba!!!!!

Eu coloco o radio ligado quando ele está pra dormir! Deixo uns 20 minutos depois que ele dorme e depois desligo... Mas não tem problema deixar ligado sempre. Eu acho rsrs

Ah, achei um som que é maravilhoso para calar o choro dele! Aqui oh: http://www.youtube.com/watch?v=KZ5Qi5F-cyA

Ele fica quietinho ouvindo...

Beijos!!!!