segunda-feira, agosto 13, 2007

Verão na Finlândia

Minhas férias acabaram na semana passada. O módulo 3 do curso de finlandês começou no dia 06 de Agosto. Por enquanto, estamos revisando os principais assuntos dos módulos passados, então está tranqüilo, se é que isso é possível. :p
Justamente quando as minhas férias acabam, o verão aparece. A semana passada e o fim de semana foi de céu claro, muito sol e pouco vento. A temperatura está variando de +25°C a +30°C, vocês conseguem imaginar isso? É uma delícia!
Com essa temperatura, conseguimos até mesmo entrar no mar. Na última vez que vi a temperatura da água no quadro que fica na praia, a temperatura estava +20°C. Não é desagravél, pelo contrário é uma sensação refrescante se o dia tiver fazendo muito sol.
Durante essa semana, não ficamos em casa, é claro. Na terça-feira, 7 de Agosto, fomos para uma ilha próxima de Helsinki, chamada Pihlajasaari. Uma maravilha, muitas árvores, tudo limpo e silêncio. A praia tem areia, não é que nem a maioria das praias por aqui que ao invés de areia tem terra misturada com pedrinhas. Entretanto, escolhemos uma pedra bem grande para ficarmos tomando sol e fazermos o nosso piquenique, é a melhor opção, tudo fica limpo e o sol frita a gente com força, como se a gente estivesse em uma frigideira de pedra. Experimentem, é muito bom!
Fomos com Sanna, Hanna (amiga de Sanna de muito tempo), Patrícia, Cássio, André (carioca, amigo de Cássio, que estava aqui durante 1 semana, ele trabalha para uma empresa terceirizada da Nokia), Sabrina, Larissa (irmã de Sabrina) e os pais delas, Elizabete e Luis (vieram passar férias aqui na Finlândia). Fizemos um piquenique e Lu levou o violão. Pena que não ficamos lá muito tempo. Eu encontrei com Sanna e Hanna às 17h15 no porto de onde o barco sai. No entanto, só fui para a ilha às 19h. Fiquei esse tempo todo esperando Lu.
Isso aconteceu porque nesse mesmo dia, o chefe de Lu mandou todo mundo para praia, porque o dia estava muito bom para ficar dentro do escritório. Só aqui para acontecer isso. Rápido a gente aprende a aproveitar ao máximo os dias de sol, pois depois sabemos que só teremos chuva e escuridão. Então, os finlandeses se programam para sair mais cedo do trabalho e aproveitar mais os dias de calor e sol nas praias e nos parques.
Voltando a história, fiquei o tempo todo esperando Lu, não porque ele foi a praia com os amigos do trabalho, mas porque ele tinha esquecido o horário. Aqui 18h não fica escuro então ele achou que ainda estava cedo. Para piorar ele tinha deixado o celular dentro do violão. Enquanto eu esperava, ele estava na praia jongando vôlei e freesbie com os amigos do trabalho e tomando cerveja por conta da empresa. Que beleza, hein?
Quando ele percebeu que já estava tarde, pegou o celular, viu que eu tinha ligado umas 50 milhões de vezes e me ligou pedindo milhões de desculpas. É claro que na hora fiquei muito zangada, mas depois foi passando, tinha que relevar e curtir o pouco de sol que ainda teríamos naquele dia. Tirando essa espera, o dia foi ótimo e muito lindo, voltamos no último barco que saiu de lá às 21h.


Eu, Sanna e Hanna em Pihlajasaari


A galera tomando sol em Pihlajasaari


Lu tocando violão em Pihlajasaari

Nos outros dias da semana, fiquei em casa dormindo com preguiça de ir na praia sozinha. Na sexta-feira, fui na praia com Patrícia, pegamos muito sol e tomamos banho de chuveiro. É isso mesmo, tomamos banho de chuveiro. A água do mar está cheia de algas, chamadas sinilevä, a água fica turva, verde, paracendo que está cheia de lodo. Até aí sem problemas, o problema foi quando uma finlandesa nos explicou que essas algas podem fazer mal para os olhos, a pele e barriga se você engulir sem querer. Por causa desse terrorismo optamos pelo chuveiro, que tinha uma água muito, muito fria. Depois desse banho sofrido, voltamos para o sol e o frio passou rapidinho. Mais tarde, Cássio chegou, ficamos mais um pouco e voltamos para casa.
No sábado, 11 de Agosto, acordamos cedo, às 8h30, e às 9h30 fomos pegar o ônibus para o porto em Haukilahti, onde sai o barco para Iso Vasikkasaari, uma ilha em Espoo. Encontramos com Cássio e Patricia no ponto de ônibus e depois, Sanna no porto. Quando chegamos na ilha, pegamos um mapa na cafeteria que fica na entrada da ilha e fomos para a praia. Escolhemos um lugar em cima das pedras e ficamos lá tomando sol, comendo frutas e conversando. Quando já estávamos bem quentes, eu, Sanna e Patricia fomos tomar um banho no mar. A água estava com sinilevä, mas não tinha muito, em alguns lugares até estava limpa, só quando passávamos o pé no fundo que as algas desgrudavam e viam para superfície. A manha era mergulhar sem tocar o pé no fundo. A temperatura da água estava fria (não congelada), não sei quantos graus exatamente, mas estava fria. Desagradável é o primeiro mergulho, depois disso, a água fica uma delícia. Depois da gente, Cássio e Lu vieram.
É claro que não posso deixar de registrar a queda de Cássio. hihihihi...
Ele não queria se molhar, entrou, molhou só as pernas e já estava saindo do mar, quando eu disse "volta lá que eu ainda não tirei foto de você no mar". Ele virou de costas, colocou um pé, esse escorregou no lodo, o outro não conseguiu apoiar e ele foi caindo meio de lado, meio de bunda, muito esquisito e engraçado ao mesmo tempo. Ainda bem que ele não se machucou e pena que eu ainda estava preparando a câmera e não tive tempo para tirar a foto da queda. Depois do banho no mar, fomos fazer makkaras e tomar sol em outra pedra mais próxima da churrasqueira. Em vários lugares na Finlândia, você não pode fazer fogueiras, evitando assim incêndios nas florestas, por isso o governo disponibiliza churrasqueiras e madeiras (já cortadas) nesses lugares e todo mundo usa a mesma grelha e churrasqueira.
Comemos makkaras com pão e tomamos suco. Foi uma delícia. Depois disso, fomos buscar outro lugar para ficar, pois esse lugar estava muito, muito quente e sem vento nenhum. Caminhamos até o restaurante e tomamos sorvete. Lá encontramos com Flávio e Carol e depois voltamos para o primeiro lugar que estávamos tomando sol. Chegando lá, tomamos mais sol, conversamos muito e tomamos banho de mar de novo. Perto do horário do barco sair da ilha e voltar para Haukilahti, passamos na cafeteria e depois fomos para fila para pegar o barco.
No caminho para a cafeteria, resolvi passar no banheiro. Patricia já tinha me dito que o banheiro era horrível, mas eu ainda não tinha experimentado. Logo que abri a porta, senti um cheiro de xixi, de cocô, de serragem, de sujeira, tudo junto. Aff, horrível mesmo! Mas como estava apertada para fazer xixi (ainda bem que era xixi e o processo é bem rápido) não tinha como ir para outro lugar, talvez no meio do mato, mas seria um tanto quanto selvagem de mais. Entrei. Fiz meu xixi e depois peguei um pouco de serragem que tinha no balde do lado da "latrina" e joguei no buraco. O banheiro não é encanado, tem o acento de banheiro (para enganar os bestas), mas não tem água corrente, as coisas são feitas em um buraco e depois a pessoa joga serragem por cima. Depois vem alguém que tira isso de lá e usa como adubo. Coitada dessa pessoa, já deve ter visto cada coisa nojenta. Patricia disse que esse tipo de banheiro é comum nas casas de campo dos finlandeses, que se é uma verdadeira kesämöki (casa de campo) tem que ter esse banheiro. Eca! Tudo bem, é um banheiro ecologicamente correto, mas se você é o dono da casa, é você que terá que tirar as coisas todas de lá e usar como adubo. Imagine que horror!
Enfim, voltando ao barco para Haukilahti, esperamos um pouco, logo apareceu o barco e voltamos para Haukilahti. Depois passamos na casa de Flávio e Carol, Lu e Cássio ajudaram a subir com a máquina de lavar roupas para o apartamento deles. Tomamos café e comemos mais algumas coisinhas. Sucesso foi o bolo de carne moída com arroz de Carol, hummm...estava uma gostosura. Ficamos conversando até 23h e voltamos para casa. Esse dia foi um verdadeiro dia de verão, longo, quente e maravilhoso. :)


Chegando em Iso Vasikkasaari


Entrada da cafeteria em Iso Vasikkasaari


Iso Vasikkasaari


Sanna, eu, Cássio e Patricia tomando sol


Eu e Patricia no mar em Iso Vasikkasaari


Patricia, Lu e Cassio no mar em Iso Vasikkasaari


Restaurante em Iso Vasikkasaari


Patricia, Cássio, Lu, Carolina e Flávio "batendo altos papos"


"Fazendo hora" na cafeteria

No domingo, ficamos em casa, fizemos um macarrão à bolonhesa, descansamos e depois fomos ver Harry Portter no cinema com Cássio e Patricia. O filme não foi lá muito bom, mas as companhias foram ótimas e as pizzas pós-filme estavam deliciosas!
Hoje, mais uma semana começa e o sol já apareceu com força. Tomara que continue assim. :)

8 comentários:

Cassio disse...

Carol, esse post foi para me derrubar. Além de comentar do pequeno incidente na praia, ainda coloca uma foto minha sentado, sem camisa e de perfil. Melhor eu ficar quieto e sair de fininho... :)

O sábado foi ótimo, adorei tudo, o dia maravilhoso, as makkaras (até a fria, hehe) e o papo-cabeça-filosófico da noite. O filme realmente decepcionou, parece uma coleção de cenas desconexas.

Grande abraço!

Teea disse...

Estou morrendo de rir com o comentário do Cássio... e claro que gostei do post, verão aqui pode ser bom mesmo, né? Só não tive coragem de dar mergulho neste verão, àgua está mesmo tão quente que dá para ir lá?? Nem fui em Lisboa, mas lá àgua tava ge-la-da.
Saudades de àgua morna/quente da Bahia...
beijo grande,
Teea

Vinicius disse...

Poxa, vontade massa de estar aí nesses momentos legais com vcs.
Por aqui o fim de semana foi bem legal também. Jacque veio nos visita e aproveitamos pra sair um pouco da toca.
Tudo de bom pra vcs aí!

beijossssssssssssss

Pata disse...

Pois é, o fim de semana foi massa! E agora vai ter outro nos esperando :D
Estou adorando ser vizinha de vcs!!!
Bjks

Vinicius disse...

Vc catou ficha de costas na praia? Agachada? Colé véi! Tá me tirano de comédia? Oxeee... :-)

Livinha disse...

Cá,
Bem divertido o post ;)
É muito estranho ver vc dizendo que foi pra ilha às 19h..rsrsrs Massa!
Tudo bem que aí não tem muitos dias de sol, mas também quando tem são 37 horas... :)
Muito bom, aproveitem bem o sol aí ;)

Beijinhos!

Mauricio Vieira disse...

tudo bem poraí?

kd o post novo? :p

beijos

Anônimo disse...

Oi Cá,

Estava aqui pensando... Cá tem diminuindo a frequência dos posts... Espero que seja um reflexo que você está curtindo muito esses dias de calor aí. Que bom!!!

Uma coisa que percebi também é que seus posts tem sido mais animados! Estou muito feliz pois sinto que você está se sentindo bem melhor aí.

Bem, quanto ao post... adorei!! Espero que tenha mais desses! Que você e Lu continuem curtindo muito! Mas não se esqueçam da gente... A saudade é muita!!! Então sempre mande notícias :)

Beijos pra ti e pra Lu,
Carlinha