quinta-feira, setembro 25, 2008

Ninguém merece isso

Não sou de comentar esses tipos de coisa aqui no meu blog, mas estou tão indignada que não resisti.
Na última terça-feira um cara de 22 anos entrou em uma escola profissionalizante do interior da Finlândia, matou 10 pessoas e depois se matou. É triste ouvir isso aqui na Finlândia sabendo que a maioria dos finlandeses são simpáticos, calmos, honestos, calados, tem uma qualidade de vida maravilhosa, todos tem acesso a mesma educação escolar e acesso a um bom atendimento médico. Fica a pergunta de que vale isso tudo se a saúde mental das pessoas não está sendo levada à sério e o "não me incomode e eu não te incomodo" é tão comum por aqui. Já é a segunda vez aqui na Finlândia que uma pessoa entra em uma escola, atira em outras pessoas e depois se mata. Por que isso está acontecendo? Será porque eles tem "tudo" na mão? Será porque é fácil para eles conseguirem um bom emprego e ter uma vida tranquila? Pode ter uma parcela disso, pode ser uma doença de um povo rico, mas o que mais me chama atenção é que nas duas vezes eles deixaram na internet materiais que expressavam o ódio que eles sentiam em relação as pessoas ao redor deles. Eu vejo como um "por favor, me ajude" e ninguém levou à sério ou simplesmente o encaminhou para um psiquiatra ou avisou/conversou com a família.
No Brasil eu diria que é bem provável que ele tivesse uma família desestruturada ou uma infância complicada, mas e aqui? Será que vale o mesmo? Não saberemos, mas a atitude da família de não se meter na vida dos filhos pode (ou não) ter suas consequências. Vejo os finlandeses sozinhos cada um com seus conflitos. É comum ver nas ruas de Helsinki pré-adolescentes fumando e bebendo. Quando passo na estação de trem em Helsinki para ir pra casa, principalmente nos fim de semana à noite, vejo adolescentes sentados no chão conversando, fazendo nada, às vezes só calados olhando o movimento da estação. Fica a pergunta: onde está os pais dessas crianças (pra mim são crianças ainda)? Será que eles não tem outro lugar melhor para ficar e conversar?
A falta do que fazer em um país tão distante e isolado pode ter sido um motivo para esses dois meninos cometerem essas atrocidades? Será que isso é agravado no interior? Nunca morei no interior da Finlândia pra saber mas pode ter contribuído para o isolamento desses meninos que viram a internet como uma forma de dizer para o mundo "por favor, me ajude".
Claro que temos que levar em conta o fato que é fácil comprar arma aqui na Finlândia. Acho que isso se deve à cultura de caça reforçada de gerações em gerações finlandesas mas mesmo assim acho que a compra de armas tem que ser mais dificultada.
A Finlândia é um país pequeno, tem recursos e políticos honestos para fazer e acredito que os resultados de possíveis projetos e soluções implantadas agora serão sentidas pela sociedade em pouco tempo. Tomara que eles achem um caminho melhor para seguir e evitar que esse tipo de coisa não se repita, pois ninguém merece sofrer.

Artigo em inglês sobre esse caso no Helsingin Sanomat.

7 comentários:

Vinicius disse...

Realmente, é mais um triste episódio. No documentário Tiros em Columbine (que se você ainda não assistiu eu sugiro fortemente que assista) o Michael Moore desfacela todos os motivos que levam jovens a abraçarem a violência como último recurso dentro da sociedade. No caso dos EUA, os motivos podem ser diversos. Mas nenhum deles parece ser mais determinante do que outro. Que conjunto de fatores fez com que esse triste acontecimento fosse exportado para um país tão sólido quanto a Finlândia? Também não sei. Mas acredito você está correta em listar a independência precoce (é uma tradição festejada, mas será que todos estão preparadas para tal?), o isolamento social, a facilidade de obter armas de fogo e, por fim, o desamparo psicológico.

Um beijo!

Mônica Paz disse...

Oi Cá, o que mais me chamou a atenção foi você destacar como essas pessoas deixam vestígios na rede e como a família é sempre a última a saber. Já vi alguns perfis de orkut dos quais eu me perguntei se a família nunca passou por ali. Por que o desinteresse pelos filhos e sua vida online? Apoio, amor, atenção são a chave para muitos dos males do "mundo pós-moderno".

Wagner Saback Dantas disse...

Instigante: o que poderia(m) ter levado o rapaz a fazer aquilo? Os motivos que você emergiu, Cá, com tantas dúvidas, podem apontar um caminho. Ou desapontar? Para mim, restam a perplexidade e a tentativa de análise para fustigar algum respiro.

A minha dúvida se torna mais cruel quando leio algo perturbador como o que Vinnie disse: pessoas que usam a violência física como recurso último para externalizarem seu estado de desespero. E que subtraem a vida alheia.

Triste e desgraçado acontecimento.

É isso,
Wagner.

Maria de salete disse...

A grande lição que vc aponta, Ca, é a gente aumentar o nível de importância que damos ao outro.
Quase todos os casos de violência como esse, envolvendo jovens em países desenvolvidos, tiveram um grito de socorro antes.
Quem quis ouvir? Quem entendeu?
Um beijo

Pata disse...

Pois é, tb fiquei chocada qdo li que a polícia já tinha interrogado o rapaz e mesmo assim não foi capaz de perceber o problema e evitar a tragédia.
O mínimo que deveriam ter feito diante do comprotamento virtual do garoto era tirar o porte de armas dele e indicar profissionais capacitados para avaliá-lo e ajudá-lo.
Acho que tudo o que vc citou tem peso no que aconteceu, essa extrema independência, às vezes, é um lado ruim da cultura finlandesa.
Eespero que eles consigam minimizar as conseqüências desse traço cultural em um curto prazo de tempo, o que, cá entre nós, é uma coisa muito difícil (nós brasileiros sabemos muito bem disso, pois lutamos contra os nossos problemas culturais há séculos e avançamos a passos lentos).

André Lage disse...

Carol,

Tempos de mudanças (nos dois sentidos). Que venham as boas novidades e os bons momentos nessa vida de vcs dois.

Um grande beijo e se precisa de qq forcinha, estamos aqui! A distância é essa, segundo o googlemaps ;)

Driving directions to London, UK
688 km – about 7 hours 27 mins

Lage.

Humberto Santiago disse...

Oi Cá, esse tipo de comnportamento está gerando dúvidas sobre a origem da violência, aqui no Brasil como você disse a violência é associada à carestia, mas em países desenvolvidos existe esse tipo de violência que para nós é "infundada" pois eles possue acesso a todas as necessidades básicas.

Dessa forma me resta a acreditar que o ser humano precisa de realizações, de conquistas, se vc não consegue mais "subir" vc se joga de onde está, a mente vira mingau...