quarta-feira, outubro 21, 2009

3 anos fora do Brasil

Na sexta-feira passada completamos 3 anos morando fora do Brasil. Nós nunca imaginamos que sairíamos do Brasil e ficaríamos 3 anos tão longe.
Tivemos muita coragem de sair do Brasil e morar na Finlândia, um país completamente desconhecido por nós.
O primeiro ano na Finlândia foi cheio de descobertas, foi a primeira vez que vimos a neve, conhecemos novos países que antes nem passavam pelas nossas cabeças, tivemos contato direto com uma cultura totalmente diferente da nossa e, é claro, incorporamos algumas características dos finlandeses em nosso comportamento que tenho certeza que ficarão conosco para sempre. Os primeiros meses foram os mais difíceis. Quando chegamos passei 3 meses em casa, sentia muita saudade de minha família e dos meus amigos e amigas, mas foi essa dificuldade que fortaleceu o nosso casamento e aproximou ainda mais eu e Lu. Chegamos no inverno, passamos muito frio, tudo era novidade. Foi nesse período que conhecemos Sanna, uma pessoa que vamos levar no nosso coração por toda a nossa vida, ela foi a pessoa que nos acolheu tão bem desde o começo e nos "resgatou" de alguns momentos solitários naquele país tão frio e estranho.
Depois veio o curso de finlandês que me trouxe uma rotina que eu tanto precisava, me fez muito bem, conheci novas pessoas de diversos países e aprendi aquele idioma difícil.
Foi nesse primeiro ano que conhecemos novas pessoas e o bairro no qual morávamos era cheio de brasileiros, o que nos ajudou a ficarmos menos sozinhos na Finlândia. A melhor maneira de se manter em um lugar longe da família é formar um ciclo de amizade legal e divertido. Esse foi o maior ensinamento que tiramos dessa nossa experiência fora do Brasil.
O segundo ano na Finlândia foi mais tranquilo, viajamos mais, a cultura finlandesa já não era tão estranha para nós, construímos um grupo legal de amigos e amigas, já me comunicava em finlandês e comecei um curso profissionalizante. Foi um ano cheio de mudanças. O clima não era mais novidade e começou a incomodar muito (a escuridão nos pegou de jeito) e eu ainda estava sem emprego. Somado a tudo isso, Lu não estava gostando de como o trabalho dele estava se encaminhando e decidiu sair. Logo depois ele foi contratado por uma empresa americana para trabalhar em Londres. Passei em um processo seletivo de emprego na Embaixada Brasileira e não peguei porque tínhamos iniciado o processo da mudança para Londres. Fomos morar com dois grandes amigos, Cássio e Patrícia, que nos receberam com muito carinho e paciência. Começamos o processo do visto para Inglaterra. Mudamos de novo para um apartamento temporário em Helsinki. Depois de mais ou menos 6 meses de espera os nossos vistos saíram e mudamos para Londres. Ufa! Até fiquei sem fôlego só de lembrar! A lição que tiramos desse ano foi não acreditar mais no que advogados prometem. :-)
O terceiro ano passou voando. Fiz um curso de inglês que me obrigou a soltar o meu inglês guardado a sete chaves, procurei emprego, enviei o meu currículo para metade de Londres, fui aceita para trabalhar como voluntária em um centro para idosos, conhecemos novos países, recebemos mais visitas de família e amigos e mudamos de apartamento. A adaptacão em Londres foi mais fácil, o clima não é tão extremo e as pessoas são mais receptivas e alegres.
Aos poucos estamos conhecendo novas pessoas e constuindo nossos laços de amizade. Isso leva tempo, mas somos persistentes. :-)
Uma dessas pessoas que nos aproximamos foi Mariana, uma pessoa positiva e super alto-astral, que nos faz rir com o seu jeito soteropolitano de ser. Nossa amizade ficou melhor ainda quando ela decidiu morar pertinho da gente, a convivência ficou ainda mais intensa e a cada dia nos conhecemos mais.
O presente desse ano está sendo a nossa gravidez, resultado da cumplicidade, união e do imenso amor presente entre eu e Lu. Estamos muito felizes mesmo, curtindo cada semana da gravidez.
Para completar, semana passada comecei um curso de pós-graduação em Administração de Negócios (em outro post conto mais sobre esse curso), está sendo bem interessante. Lu está gostando do trabalho que faz e depois de um ano e alguns meses, eles estão chegando no final de uma grande fase de desenvolvimento, ele está exausto mas muito satisfeito e ansioso para mostrar para todo mundo o produto secreto que ele ajudou a construir.
Acho que a lição desse terceiro ano é sempre que quiser alguma coisa para sua vida, pense nisso com força, acredite, se imagine vivendo com isso, pois com certeza isso virá para você mais rápido do que você imagina. Ficou meio auto-ajuda, né? Mas é isso mesmo. hehehe :-)
Completamos 3 anos, mas não sei se ficaremos mais 3 anos fora do Brasil, só o tempo dirá, por enquanto vamos ficando e vendo o que Londres tem para nos oferecer e se algum dia a nossa vontade for sair de Londres, a gente muda de novo. Por que não? :-)
Até o próximo post!

6 comentários:

Mônica Paz disse...

Oi Cá, esse review post ficou mára! Uma história e tanto que acompanhamos em parte pelo blog. Muito lega vc compartilhar. Vou ficar de olho na sua dica para duas coisa que quero para 2010 ;-)

Muito legal a gravidez e a pós tb. Fiquei orgulhosa!

beijos

Mari disse...

Oi Carol, muito bom saber noticias suas e de Lucas.(Vi noFacebook de Monica e corri pra olhar)

Muitas felicidades para os três!
bjao



P.S. É Marília de Computação

Lia disse...

Oi, Carolzinha,

adorei o post cheio de "lições"... parece que sempre temos algo que aprender, com tudo que vivemos, não é?
Ainda assim... espeor vocês aqui no brasil o mais rápido possível.

beijos,
Lia.

Danuza Neiva disse...

Adorei o seu post, me encontrei nas experiências de ir morar em lugares diferentes e precisar fortalecer os laços de amizades para minimizar a saudade de casa. E é engraçado que, mesmo estando tão perto de casa e ainda no nordeste, aprendi muito com a cultura e a diferença dos lugares.

Élly disse...

Oi Ca
Achei seu blog por acaso.
Nossa q experiência de vida hein moça!
Meu sonho é ira para a Finlândia, só a passeio mesmo. é o país q mais desejo conhecer...
Quem sabe um dia.
Agora vc esta em Londres, que legal.
Seu bebê nascerá inglês então?

Espero ir a Londres e outras cidades da Inglaterra tb, isso seria a médio prazo. Pq sou apaixonada por um brasileiro q vive aí!

Beijos e tudo de bom pra ti
Élly
http://fernandalimaguria.blogspot.com

Sandra Kautto disse...

Oi, encontrei seu blog através do Blog da Teea... Enfim! Fiquei lendo esse post e em muitos momentos confundia sua história com a minha... Esse ano fazem 3 anos que moro fora do Brasil...e hoje vivo na Finlândia. É realmente uma enorme e indescritível experiência de vida!!!
Parabéns pela bebê que vem a caminho!