segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Reencontros e novidades

Esses últimos dias foram bastante cheios para mim e para Lu, já fazia muito tempo que não saíamos de casa.
Nessa sexta-feira passada, fomos encontrar com Marcelo, ele trabalha em Recife em uma empresa terceirizada da Nokia. Aqueles 3 brasileiros que estavam aqui no ano passado (Elmano, Diego e Toninho) trabalham nessa mesma empresa só que em Manaus.
Marcelo é de Brasília e está morando em uma cidade no interior da Finlândia, trabalhando temporariamente na Nokia. Lu conhece algumas pessoas dessa empresa de Recife e ficou sabendo que Marcelo estava vindo para Finlândia. Nesse fim de semana, Marcelo veio para Helsinki e aproveitamos para marcar um encontro com ele. Encontramos com ele no Kamppi, às 21h, e fomos andando até o Iguana, um restaurante mexicano. Foi uma noite boa de muita conversa! Saímos mais ou menos a meia-noite, muito frio, muito frio mesmo e fomos direto para casa, estávamos exautos.
No sábado foi o encontro com a comunidade de brasileiros no restaurante italiano no centro de Helsinki. Marcamos com Teea, Marcelo, Patrícia e Cássio no Kamppi e com Sanna na Stockmann. Quando chegamos no Kamppi vimos logo Teea e enquanto esperávamos as outras pessoas chegarem, conhecemos Cláudio e Francisco (dois gaúchos), colegas de Marcelo, que tinham marcado com ele naquele lugar também. Depois chegou Marcelo e logo em seguida, Patrícia e Cássio. Fomos andando até a Stockmann e encontramos Sanna. Depois dessa maratona de encontros, enfim, fomos para o restaurante. Quando chegamos no restaurante já tinham alguns brasileiros, uns eu e Lu já conhecíamos, outros eram novos para a gente, mas todos muito simpáticos e bem barulhentos. Conversamos muito, a comida era saborosa e o dono do restaurante muito sorridente e prestativo, nem se incomodou com a confusão e o barulho que nós fizemos. Saímos às 17h do restaurante, foi um encontro bem legal, reencontramos as pessoas que estavam no último encontro e conhecemos novos brasileiros. E é claro, é sempre bom ouvir e falar em português!
Eu e Lu voltamos para casa e fomos ver o filme Rocky Balboa. É um filme muito bom, me surpreendeu e para quem gosta dos outros filmes de Rocky, acho que vai gostar desse também. Depois assistimos um seriado de CSI Miami e fomos dormir.
No domingo, fomos na pista de patinação com Sanna, Eduardo, Marina, Marcelo, Francisco, Cláudio, Scylla (colega de Marcelo), Isabela (esposa de Scylla) e o filhinho deles de 6 meses, que foi só para olhar, é claro! :)
Quando eu e Lu chegamos na pista, Sanna já estava patinando. Alugamos dois patins, um pra mim e outro para Lu. Fui a primeira a tentar, no começo fiquei com medo, mas depois me lembrei dos meus "vastos" conhecimentos de patinação. Quando eu tinha uns 8 ou 9 anos, morava ainda no Rio de Janeiro e patinava com patins de quatro rodinhas daqueles bem antigos que você ajustava no seu próprio sapato. Quando eu tinha 13 ou 14 anos, já estava morando em Salvador, eu e minha irmã ganhamos patins novos, patins inline. Um avanço! Então, eu tenho que confessar que já patinava, mas fazia muito tempo que não me arriscava a colocar um patins nos meus pés.
Na maior parte do tempo, Sanna me ajudou a dar as voltas na pista. Não caí, me segurei na mão de Sanna e de vez em quando cambaleava para trás, mas depois conseguia me equilibrar novamente. Foi assim em todas as voltas. Lu foi logo depois de mim, demorou um pouco para aprender a ficar em pé, mas no final já estava conseguindo dar alguns passos sozinho. Antes de irmos embora, conseguimos dar uma volta juntos sem ajuda de Sanna, sem segurar um no outro, nada de mãos dadas. Como foi a nossa primeira vez em cima de uma pista de gelo não dá para sermos românticos, se déssemos as mãos, iríamos cair na mesma hora, não ia dar certo, então fomos a uma distância considerável para não tocarmos um no outro e nem nas outras pessoas que passavam pela gente "avionadas".
Claro que a gente caiu, não podíamos ir embora sem pagar esse mico. Eu caí logo no início quando fui ajudar Lu a andar sozinho. Lu caiu no final, depois da volta que dei com ele, foi uma queda espetacular, ele caiu que nem em desenho animado, um pé foi e o outro tentou parar, só que não conseguiu e ficou sapateando para frente até que pegou impulso, voou um pouco e caiu de costas. Clássico! Na hora fiquei preocupada, pois ele bateu as costas, é perigoso, mas não aconteceu nada de grave. Ele estava bem, ficou um tempo deitado no chão da pista, até se recompor. Foi engraçado! :)


Sanna me ensinando a patinar


Lu (em pé com os patins)


Talvez a gente volte a patinar, descobrimos que tem aulas de patinação de graça todo domingo às 12h15, já é um começo. Daqui a pouco, vamos fazer piruetas e muito mais, quem sabe um dia vocês liguem a TV e se deparem com um casal muito conhecido de vocês nos campeonatos mundiais de dança no gelo, ganhando várias medalhas, quem sabe?!
Depois da patinação, fomos na café Esplanade. Tudo que tem lá parece muito gostoso! Tomamos um chocolate quente e comemos toskapulla, um pão com um cobertura de açucar queimado com amendoim (eu acho) e chocolate derretido. Que delícia!


Toskapulla e chocolate quente


Foi muito bom patinar, acho que seria ótimo conhecermos outros esportes na neve (nada muito radical) e aproveitarmos o que esse período de inverno tem para nos oferecer. Até parece que somos "os atletas", mas é muito motivante quando se mistura a curiosidade (de saber como é o esporte e como se pratica) com a necessidade (de ter uma vida saudável).
Hoje pela manhã fui para o curso de finlandês, não foi exatamente uma aula, foi uma aula para apresentar o curso e conhecer o lugar onde teremos as aulas. A professora é nova e acho que um pouco inexperiente, ela às vezes ficava um pouco atrapalhada. Ela não fala nada, nada mesmo de inglês. Só pode falar em finlandês na sala, achei mais rigoroso do que o outro que estava fazendo na universidade, mas acho que assim é melhor, vou aprender mais rápido. A professora fala finlandês muito rápido, eu conseguia entender uma palavra aqui, outra ali e dava para ver claramente os rostos apreensivos dos outros alunos que não estavam entendendo nada. Algumas pessoas que já entendia alguma coisa em finlandês tentavam ajudar, traduzindo para inglês. É nessas horas que eu me sinto tão aliviada de ouvir alguém falando inglês. Vamos ver como será amanhã, quando de fato começarão as aulas.

10 comentários:

Teea disse...

Carol, adorei este post! Tanta alegria na pista da patinagem ;)
Vc tem contato dos gáuchos? Pois já não encontrei com eles.
bjos, Teea

Anônimo disse...

Adorei também!
Que alegria ver vcs naquela pista. E os videos estão muito legais tb!
Bom saber desse deep mergulho no finlandês. E melhor ainda, ver que vc, mesmo com a professora falando rápido, ainda entendia uma palavra aqui, outra ali.
Bjs,
Salete

Wagner Saback Dantas disse...

Maravilha vocês na patinação, gostei dos detalhamentos da história e das imagens! Felizmente, Lu não sofreu maiores danos com a sua queda-de-desenho-animado. :-)

Cá, jogue duro com essas aulas de finlandês! Com o tempo, a sua professora estará mais calma para passar os assuntos, assim como você estará com maior propriedade para entendê-la. Questão de momentos pessoais.

Beijo carinhoso e uma ótima semana para nós todos!

É isso,
Wagner - Fpolis, SC, BR, 15h34 (horário brasileiro de verão).

Pata disse...

Nossa, parece que foi um findi muito divertido mesmo!
Eu tb adorei o encontro de brazucas, é sempre a mesma alegria!
Ah, quem sabe não marcamos de ir nessas aulas de patinacão juntos? Eu nunca consegui patinar direito...
Beijinhos e boa sorte no novo curso!

Carlinha disse...

Oi Ca,

Estou no trabalhando e tive uma crise de riso ao ler esse seu post, imaginando Lu e a sua queda rsrsrs

Tirando a graça, que bom que ele não se machucou. Fiquei feliz ao ler novidades boas sobre os momentos de diversão de vocês.

Por aqui, as coisas estão bem.. Ansiedade pro carnaval e maresia no trabalho :)

Espero que você tenha mais dias divertidos por aí!

Beijos,
Carlinha

Vinicius disse...

Rapaz, essa descrição da queda de Lucas me tirou do sério aqui no trabalho. Aproveitei que a sala tá vazia pra literalmente gargalhar, heuahueahuea!
Sugiro amarrar uma almofada nas costas durante as primeiras aulas!

Não...

Melhor não!

Beijos e ótimos momentos pra vcs aí. Depois te conto as novidades de cá.
beijosssssssssssssssssssssss

Marcos disse...

Acho q esta descrição da queda de Lucas foi altamente precisa... Quando eu li, parecia q estava vendo de verdade... Desculpá-me Lucas, mas estou rindo até agora... :)

Mande vê Carol na aula de filandês...

Será que vcs serão os primeiros brasileiros de computação da UFBA a participar dos jogos olímpicos de inverno??? :) []'s!

Mauricio Vieira disse...

Tou deixando comentário pra cobrar novas blogadas. Aposentou o blog?

Beijos e digaluqueuamuele

Mônica disse...

Eu também ri muuuiiito aqui, Auréi ficou tentando saber do que se tratava... Acho que consegui visualizar a queda de Lú :-)

Eu não tentaria patinar devido ao meu crek crek do joelho, que por sinal eu machuquei no carnaval :-(

Depois posto no Vamos Logo Sem Demora as aventuras carnavalescas com Carlinha e Livinha.

bjs

Carlinha disse...

Oi ca,

Cadê as novidades? Estou morrendo de saudades!!! Manda notícias :)

Livinha perguntou por vc esses dias também. Ela sente a sua falta também!!

Beijão!