sexta-feira, maio 09, 2008

Primeira mudança

Semana retrasada foi bem cheia, no dia 29 de Abril nos mudamos de mala e cuia para o apartamento de Cássio e Patrícia. No dia 30 de Abril à tarde, entregamos a chave do nosso apartamento e logo depois fomos para uma festa no centro de Helsinki, véspera do Vappu (acho que já comentei sobre essa festa em outro post no ano passado). Quando tiver um tempinho colocarei as fotos aqui da véspera do Vappu e do piquenique no Vappu, que foi no dia 1 de Maio.
O processo para se desfazer das coisas foi um pouco lento. Uma semana antes da entrega da chave, ainda estávamos fechando algumas caixas e quando saímos de lá, deixamos o nosso sofá em um salão do prédio.
Os moradores usam esse salão para guardar carrinhos de bebê, mas por incrível que pareça não tinha nenhum carrinho por lá. Foi até bom que sobrou mais espaço para o sofá. :-)
Pedimos permissão para a empresa que cuida do condomínio e eles liberaram. Eu e Lu tentamos descer o sofá pelo elevador e o "bendito" não entrava de jeito nenhum. Tivemos que descê-lo pela escada, um detalhe importante: a escada era em espiral. Aff, foi muito cansativo, mas conseguimos!
Nos sentimos aliviados quando arranjamos esse lugar no prédio para deixar o sofá, pois a Fida que topou pegar o nosso sofá só teria tempo livre na sexta (2 de Maio, dois dias depois da entrega da chave). A Fida é uma organização internacional que tem como principal objetivo ajudar pessoas no âmbito espiritual e material, o dinheiro arrecadado com as vendas dos produtos é destinado aos projetos sociais que eles participam.
Soube da Fida em uma conversa que eu tive com Carol. Essa dica "salvou" o sofá, pois o sofá foi a coisa mais difícil de vender/dar, ninguém queria, nem de graça. Tentamos vender na Nokia, na universidade, na comunidade brasileira do Orkut e entre amigos, não tivemos nenhuma resposta. Na última semana apelamos, enviamos email para o UNICEF e para a Cruz Vermelha dizendo que estávamos doando o sofá e nenhum dos dois se interessou. Carol também anunciou, em algumas listas da universidade, que estávamos doando o sofá, só tinha que pagar o transporte e ninguém apareceu. Ficamos preocupados, até que Carol comentou que existe essa organização (Fida) que revende móveis e outras coisas. Ligamos e combinamos um horário com eles. Caso a Fida não quisesse o sofá, teríamos que pagar 50€ por uma caçamba e o sofá seria levado para um lixão ou para algum lugar de reciclagem. Enfim, saímos no zero a zero, Fida não cobrou e a gente se livrou do sofá. Ufa!!

Depois dessa experiência percebemos como é difícil se desfazer de coisas por aqui. Tem três opções (nessa ordem): tentar vender para amigos, estranhos ou montar uma barraquinha em alguma feira de coisas/roupas usadas e tentar vender tudo; doar ou entregar para o lixão. Conseguimos vender a maioria das nossas coisas, mesmo assim ficaram ainda coisas miúdas de cozinha e de casa, fizemos um feirão lá no nosso antigo apartamento e oferecemos de graça para nossos amigos mais próximos (Cássio&Patrícia, Jane&Rodrigo&Rosa e Carol&Flávio). As roupas usadas, colocamos em sacos grandes bem fechados e deixamos nos pontos de coleta, que são pequenos containers parecidos com containers de lixo, mas que recebem só roupas e tecidos usados e limpos.

Agora estamos com algumas malas e mais 5 caixas que mandaremos por correio quando soubermos para onde iremos. Por falar nisso, ainda não tivemos nenhuma resposta do visto, Lu recebeu nessa semana a resposta do exame de inglês do IELTS que ele fez em Londres para saber em qual nível de inglês ele está e a média dele foi 7, isso significa que ele fala inglês! Uau, hein?! Ele precisava tirar para o visto 6 ou acima disso, então ainda estamos dentro. :-)
Já enviamos para o advogado o resultado do teste, ele disse que quando for entregar esse resultado, vai procurar saber como anda o nosso processo. Tomara que não demore muito mais.

Por enquanto, vamos ficando por aqui. A convivência com Cássio e Patrícia está muito legal, eles são pessoas tranquilas e receberam a gente com muito carinho e atenção. No começo foi um pouco estranho, porque tem aquele tempo para adaptar ao novo lugar, mas agora estamos bem à vontade. Eu e Patrícia cozinhamos juntas, testamos receitas novas, Cássio e Lu ficam jogando PS3 juntos, e cada dia que passa, nós quatro estamos nos aproximando e nos conhecendo cada vez mais. Está sendo uma experiência muito massa!

Semana passada, começou o curso de inglês que tinha me matriculado, está sendo legal para relembrar a gramática e soltar o inglês. O curso vai até o dia 21, acho que já vai ser um bom começo para Londres. Lu está trabalhando de casa e não está sendo nada fácil. Ele tem que ter muita disciplina, o problema é que ele não gosta muito de disciplina e por isso fica mais complicado. O pior é no final do dia, que ele precisa se desligar do trabalho, sendo que o "trabalho" está dentro de casa (no próprio quarto), dá para imaginar como é, né? Sei que agora não está legal para ele, mas quando essa fase terminar, ele vai tirar boas lições disso tudo.

As fotos abaixo tirei logo que chegamos no apartamento de Cássio e Patrícia, olha só a bagunça. Não fiquem apavorados, agora já está tudo arrumadinho. Quando tivermos mais novidades, volto a escrever.



Lu assumindo seu posto no nosso quarto


Sala com algumas caixas


Nosso quarto cheio de mala

7 comentários:

Vinicius disse...

Eita, que trabalheira! :-)
Mas como sempre, tudo seguindo seu fluxo natural. Deve estar sendo legal passar esses dias na casa de Cássio, uma experiência diferente e que deve renovar as energias de vocês para o próximo passo: a gigante e cosmopolita Londres!
Se jogue no ingrêis! E parabéns a Djonie pelo resultado no teste de inglês. Botou pra f... e tirou pra aliviar, hehehehehhe. Agora taí uma coisa que também não me dou bem: trabalhar de casa. Demoro a fazer algo, e quando engreno não sei quando parar. É trash. Prefiro ir pra USP quando tenho que me concentrar. :-p

Jundas!

Pata disse...

Pois é, nós estamos curtindo muuuuito esse período com vcs! Está sendo massa mesmo, obrigada por aceitarem o nosso convite :)
E vamos esperando juntos...
Bjs

Wagner Saback Dantas disse...

Boas novas, hein, Dona Cá? :-)

Patrícia e Cássio, obrigado por acolherem nossos amigos, bela atitude!

Por aqui, os dias vão seguindo, novas atribuições, novas atribulações (ai, portugueses! risos), tempo maluco (hoje, choveu, parou, choveu...) e uma expectativa: daqui a 1 semana, 7 dias, Noemi sairá de Fpolis em direção a São Paulo em direção a Lisboa. Depois de quase 7 meses desde quando cheguei, ela estará aqui, bem de perto. Expectativa.

Lu, sem dúvida, botou pra lá. Botou pra lá, sem dúvida. É isso aí!

E você, você mesma, Cá, também botou pra lá. Não é todo mundo que agüenta carregar um sofá numa escada em espiral, né? 'Tá pensando o quê? ;-)

Beijos aos dois, boa semana,
Wagner.

Mônica Paz disse...

Oi Cá,
Bom ter notícias suas!
Como sempre me divertir com seu post, no caso na hora do sofá.
Parabéns para Lú e seu resultado do inglês.

Espero que vocês aproveitem o acampamento rsrsr Estava acampada na casa de Machado com Aurium e foi muito bom :-)

Beijos

Anônimo disse...

Tenho acompanhado seu Blogger com interesse nas dicas sobre Helsinki.
Acho que vc fez um excelênte trabalho que vai ser muito útil para nos.
Sds, William

William disse...

Carol e Lu,
Lendo meu comentário conclui que estava muito limitado.
Somos um familia de brasileiros que estamos sendo relocados para Helsinki (vamos morar em Espoo).
Temos lido com atenção todo o meus blogger, com muito interesses nas dicas (como a do óleo de dedé ao início). Acho que foi um trabalho muito bem feito e refletiu com clareza alguns aspectos destas "viagens" (como a situação da Carol quando da chegada). Tenhos, alguma experiência neste campo uma vez que ja vivemos fora do Brasil antes.
Endendo que vocês estão partindo em breve, e nos chegando ao final de junho, assim se eventualmente quizerem comparitilhar mais algumas dicas, seria interessante saber onde a comunidade de brasileiros normalmente se encontra por ai, restaurantes, etc.
Meu email é: w_jd@live.com

Teea disse...

E a segunda mudança? Já se mudaram a Londres?

bjos