terça-feira, fevereiro 19, 2008

Novo curso

Mal chegamos do Brasil, no dia seguinte tive que acordar bem cedo (às 6h) para ir ao primeiro dia no curso que estou fazendo em Helsinki. A aula começa às 8h30 mas preciso acordar duas horas antes para tomar banho, fazer o meu café da manhã, pegar um ônibus e depois um trem. "Rapadura é doce mas não é mole, não."
Faço isso de segunda a sexta. Pelo menos, uma coisa é boa não preciso fazer almoço, a escola oferece almoço de graça, como qualquer coisa sem reclamar. Saio às 15h direto para casa. Chego em casa muuuito cansada e tento dormir um pouquinho. Tento porque fico pensando "se eu dormir agora, não dormirei de noite, então Carol, você não pode dormir". Fico nessa briga interna. Já percebi que não consigo dormir de tarde e nem de noite. É muita ansiedade para uma pessoa só. Preciso fazer yoga (será se eu aguento uma yoga?).
Esse curso que estou fazendo é oferecido pela Hesote para estrangeiros que querem conhecer e ter o primeiro contato com a área social e de saúde. Hesote é uma escola profissionalizante, além do curso que estou fazendo, ela oferece qualificação profissional em assistente de farmacêutico, assistente de laboratório dentário e enfermeira (nível básico em diferentes linhas de atuação), a duração desses cursos varia de 2 a 3 anos.
O curso que estou fazendo tem duração de um ano e terá 2 períodos de estágio. Durante esse ano teremos diferentes tipos de aulas, por exemplo, aulas de informática, de matemática, de sociedade e vida no trabalho, de finlandês, entre outras.
Por isso também teremos diferentes tipos de professores. Alguns já conhecemos, a professora da aula de finlandês é muito boa, as aulas dela são bem tranquilas, ela fala em um ritmo que nós entendemos bem (nem muito rápido e nem Teletubby). O professor da aula de sociedade e vida no trabalho é também o tutor da nossa turma, ele fala muito rápido, entendo metade e a outra metade passa batida. Já pedimos para ele falar mais devagar, mas não adianta. Não vou falar de todos os professores, só de mais um, quer dizer, de mais uma. Ela dá aula de estudos na Finlândia. Ainda não entendi o que isso significa, mas ela já fez a gente dançar e cantar músicas de crianças, participamos de um monte de dinâmicas e pediu para a gente desenhar a planta da nossa escola no período da alfabetização. Nessa última atividade perguntamos para ela qual era o objetivo em saber onde ficava a cantina, o parquinho, o banheiro, a sala de aula da minha escola e dos meus colegas, ela enrolou, enrolou e não disse nada. Depois dessa aula ela melhorou muito. Conversei com ela, disse que nós precisamos saber o motivo das tarefas antes de fazermos, se for uma atividade surpresa, que seja dito após a atividade, nós não somos crianças e podemos entender perfeitamente os objetivos de cada atividade que realizamos. Acho que ela aceitou a minha dica.
Sinceramente, o curso não está sendo do jeito que eu esperava. Eu esperava conhecer mais as profissões da área social. Conhecemos até agora somente as três profissões oferecidas pela Hesote. Puro marketing. Quando fui pedir ajuda a orientadora educacional, ela não sabia me dizer quais são as profissões na área social. Olhou em um livro que ela tinha por lá, me deu uns folhetos sobre os cursos da Hesote e para terminar, perguntou se eu conhecia o Google. Vocês acreditam nisso?
Se fosse para eu procurar no Google nem teria entrado nesse curso, por isso eu não estou gostando tanto assim do curso.
Além disso, descobri conversando com os professores e colegas do curso que para eu passar em um curso em finlandês de uma AMK, ou seja, de uma escola superior de educação profissional preciso ter no mínimo nível 4 em finlandês. Como vocês sabem meu nível de finlandês é 3 e para ter um nível 4, preciso estudar mais e mais finlandês e conversar bastante. Conclusão, precisarei de mais uns 2 anos estudando somente finlandês e depois mais 3 anos e meio para me formar na AMK, total 5 anos e meio estudando (se eu passar de primeira na AMK). Depois de um ano estudando finlandês, fazendo "trabalhinhos" na escola, tentando ler uma frase inteira no jornal ou nas cartas que chegam aqui em casa, não aguento mais estudar finlandês. Não sinto que está avançando. Nesse período que percebi isso, fiquei um muito perdida, conversei muito com Lu, com amigos e amigas, pesquisei, li muito e descobri que tem 2 AMK que oferecem cursos em inglês de Bacharel em Serviço Social. Agora decidi investir no inglês, já me inscrevi em dois cursos de inglês que acontecerão durante o mês de maio inteiro. Tenho a impressão que vai ser mais fácil e rápido avançar no inglês do que no finlandês.
Por enquanto, continuo no curso da Hesote, pois não quero ficar em casa fazendo nada. Essa semana estou de férias, chamadas por aqui de férias de inverno. Nem todo mundo está de férias, acho que os únicos sortudos são os estudantes e algumas pessoas que aproveitam essas férias para viajar para esquiar, patinar e praticar outros esportes de inverno. Vou aproveitar essa semana para tentar organizar melhor a minha cabeça e descansar muito.
No próximo post conto o que temos feito por aqui.

17 comentários:

Vinicius disse...

Kerol, aprender um idioma é muito complicado (ainda mais o filandês). Não adiantar vc se saturar de leituras, conversação, etc. A mente precisa descansar e assimilar. Por isso, as vezes pode parecer que o aprendizado não está andando. O cérebro precisa de um tempo pra poder dar o próximo passo. Tente segurar um pouco a ansiedade (eu sei que é difícil) que com o tempo você chega lá.

Um beijão, muita paz e serenidade porque inteligência você já tem! :-)

Mônica Paz disse...

Oi,

Acho que vc deve investir no finlandês também. Mas eu teria feito que nem você: me jogado no inglês :-)

E mais importante, tente ter essa informação direto da fonte para ver se é isso mesmo ouse você cobsegueria fazer em menos tempo.

Beijos.

Teea disse...

Tá sendo um pouco complicado, hein... mas acho que Mônica (e Vinicius tb) tem razão; não deve desistir do finlandês agora e como sabe, tem que falar mais ;) Quanto a inglês: vale a pena investir, sim, pois se um dia vocês se mudam daqui do fim do mundo a qualquer outro país, ajuda muito (e finlandês não ajuda nada, claro!).
A minha única dúvida é se você tem tempo/capacidade de estudar as duas ao mesmo tempo... não se esqueça que precisa de tempo livre também!

Beijos,
Teea

Wagner Saback Dantas disse...

Oi, Cá,

É difícil assimilar outro idioma, sobretudo em idade adulta. Há os riscos naturais com os erros e outros enganos lingüísticos, e as muitas pessoas ao nosso entorno não se preparam para assimilar esses nossos naturais erros do período de aprendizado.

Porém os riscos são ministráveis, e você pode torná-los uma arma a seu favor. Sem riscos, sem aprendizado.

É difícil. Eu passo por algo parecido com o inglês, sempre penso que estou atrás. No doutorado, a necessidade intensifica-se, e tento suprir essas faltas. Questão de paciência.

Paciência. Como disse Vinnie, o tempo de cérebro é genioso e particular. E imperceptível.

Percebe? Imperceptível.

Continue o caminho de aprender o finlandês, não desista. Se quiser saber mais de inglês, insira-o aos poucos, pode até praticá-lo com Lu a princípio (e não esquecer o que Teea comentou), seria mais benfazejo por ora.

Há o tempo, há o tempo. Tal como ocorre comigo, como peço comigo, peço-lhe: avance e não subestime o seu tempo e, mais palpavelmente, o que você já sabe e o que pode vir a saber!

Beijos de coração,
Wagner.

Vinicius disse...

By the way, yoga deve ser muito legal. Controlar a respiração, elastecer os músculos, tudo isso deve proporcionar uma tranquilidade nas atividades do dia a dia. Mas lembro que vc me disse certa vez que não suportaria fazer yoga porque é toda "agoniada", hehehe. Enfim, tem a questão de tempo livre também, né? Há que saber dosar tudo isso.

Pata disse...

Oi Cá!
Acho que dar um tempo no finlandês é uma boa sim. Eu tb passei por essa fase de saturação e foi bom parar para respirar. Mas não deixe de usar o finlandês sempre que puder, assim vc vai ver que sabe sim, que pode fazer muitas coisas nesse idioma e que seus estudos não foram em vão.
Boa sorte no inglês e vamo que vamo!
Bjnhs!

Rodrigo disse...

Carool o//
eu vi as fotos que a tia graça tirou lá no Rio quando vcs foram no Cristo *-*

Mas e aí, como é voltar pra finlândia depois de passar "férias" no Brasil?
HSAUHSAUHSAUHSUASHA
bjooo =o*

Deeh ;) disse...

Nossa, que tudo *-*
deve ser superótimo iir para fora, ainda mais pra estudar. Sem contar nas opotunidades que vcê tem quando estuda fora. Fica tudo mais fácil, no meu ponto de vista. tenho só 13 anos, não sou boa nisso :B' maais com 11, 10 ou até mesmo 3 anos dá pra se imaginar como é bom garantir um futuro ;)
só o que eu posso dizer é que vcê tem mesmo é que aproveitar essa chance que a vida tá te oferencendo. Mergulhar de cabeça.
Tooda a sorte do mundo pra você.
Beeijos

Carlinha e Jab disse...

Oi Cacá, não desanime não! Aprender uma nova língua é muito difícil mesmo! Eu até hoje me bato com o inglês...

Adorei a idéia de você se dedicar ao inglês! Como Tea falou, vai ser bem útil pra você! :)

Beijos amiga!

Roberto Sena disse...

poxa, finalmente um blog de brasileiros desse lado do globo! parabéns pela página!
www.sampameulugar.wordpress.com

cécile disse...

Carol!!

Faz um tempão que eu quero comentar com vc que fiquei super surpresa em saber que Walter é seu tio. Eita mundo pequeno, né?
Ele foi um professor muito importante na história do curso da UFAL. Pena que eu estudei pouco tempo com ele, pois gostava muito de suas aulas.

Bjos pra vcs

Carlinha e Jab disse...

Oi Cacá! Cadê você? Saudades!!! Não me deixe assim abondonada, carente, sozinha, deprimida... rsrsrsrsrs Manda notícias amiga!!! Beijooooooooooooooooo pra você e pra Lú!

Carlinha Freitas disse...

Oi Cá! Só hoje vi o seu comentário em meu blog (por sinal com cara nova)!! :)

Sou eu sim quem está bordando! Eu adoro! É uma terapia para mim :)

Jab só faz atrapalhar, dizendo que é melhor comprar a máquina de bordar rsrsrs

Beijo!!!

Carlinha Freitas disse...

Oi Cá! Oi Lu! Não sei como é a Páscoa aí na Finlândia, mas mesmo assim desejo uma feliz páscoa e que comam muitos chocolates :) Aqui estou fazendo isso ihihihih Beijo, beijo, beijo!!!

Vinicius disse...

Ow meu! Atualiza aê mano!

Mônica Paz disse...

ETA!!! Mais de um mês sem atualização. Nós podemos te processar por quebrar esse contrato social sem aviso e sem rescisão rsrsrrs

Conta as novidades, oupode repetir as coisas antigas também, qualquer coisa tá valendo.

bjs

Mauricio Vieira disse...

Que tem novidade, eu sei, pq li no blog de Djoni. Escreva alguma coisa!

Beijos