sábado, maio 26, 2007

Banda "Miau and the Boys"

Sábado passado (19 de Maio), a banda "Miau and the Boys" se apresentou em Helsinki, no festival Kallio Kukki (Kallio floresce, Kallio é um bairro de Helsinki).
Encontramos com Cássio e Patrícia e fomos para Kallio. Quando chegamos no lugar não tinha muitas pessoas mas tinha o suficiente para encher um pouquinho. Tinha dois palcos, o menor onde a banda de Lu tocou e um palco maior, quando nós chegamos uma banda africana tocava e alguns finlandeses apelidados por Lu de "contact improvisation" dançavam loucamente. "Contact improvisation" é a galera alternativa, as mulheres geralmente vestem um saião, duas blusas bem folgadas (ou não), um lenço na cabeça ou um chapéu feito de lã e estão descalças ou calçam sandálias de couro, os homens vestem uma calça folgada, uma blusa folgada e sandálias de couro. Todos dançam se esfregando, com os braços para cima e um tanto molengas. É a galera hippie. Acho que maioria do público era de "contact improvisation". Foi legal porque eles dançam de tudo, qualquer coisa que aparece eles dançam. Antes da banda, fomos ver uma roda de capoeira. O mestre de capoeira é brasileiro e puxava as músicas. Eu ainda fico intrigada como a cultura brasileira chega tão longe e sinto que somos queridos por causa da alegria que temos, do futebol, da capoeira e de outras coisas mais. Fico muito orgulhosa do nosso Brasilzão!


Galera "contact improvisation"


Banda Africana


Roda de Capoeira


Patrícia e Cássio

A banda "Miau and The Boys" tocou músicas de Falamansa, são músicas de forró bem lentas. Acho que são músicas mais fáceis para eles tocarem e para os finlandeses dançarem. Imagine se tocassem uma música de quadrilha, eles iriam ficar perdidos. Os músicos ficariam perdidos, o público, como eu já disse, dança qualquer coisa, isso não seria um problema. Na banda todos são finlandeses, menos Lu (zabumba improvisada) e Celsinho (conga), que são brasileiros. A banda é formada por Miau, a cantora, que é acompanhada por uma melódica (substituiu a nossa sanfona), baixo, zabumba, congas, triângulo e prato, violão e violino. Todos os finlandeses da banda se chamam pelos apelidos da capoeira. Por exemplo, o cara que toca a melódica se chama Leão mas é claro que não existe finlandês chamado Leão e nem muito menos Cipó (o baixista). Quando a gente diz que é da Bahia, eles ficam deslumbrados e logo perguntam "você joga capoeira?", eles sabem que nem todos os baianos jogam capoeira, acho que eles perguntam isso na empolgação mesmo.


Banda Miau and the Boys


Lu tocando na banda


O povo dançando

O show foi bem legal, dançamos muito e conhecemos outros brasileiros por lá. No início de algumas músicas, Miau ensinava como dançar, os finlandeses não tinham vergonha nenhuma, se acabaram no forró. Depois do show (às 21h) eu, Lu, Cássio e Patrícia passamos no Iguana (restaurante mexicano), ainda estava claro. Depois de comer e muito conversar voltamos para casa.
Na próxima vez, vou tentar me lembrar de colocar um aviso na comunidade "Brasileiros na Finlândia", dessa vez eu esqueci. Fica para a próxima.
Na terça-feira e na quinta-feira passada, fomos (eu e meus colegas de curso) para três lugares diferentes pela escola de finlandês. Foi muito divertido.
Na terça-feira fomos para uma universidade de odontologia e aprendemos a cuidar melhor dos dentes, eu achei um programa de índio mas é preciso, já que tem muita gente no meu curso com dentes podres ou sem dente (espero que eles não aprendam português e depois leiam meu blog!). Depois da universidade, fomos visitar o Weegee, um lugar com vários museus e algumas salas com exposições de arte. Vimos algumas obras de arte, como sempre, algumas são bonitas e outras muito esquistas.
Na quinta-feira, fomos para Porvoo, a segunda cidade mais antiga da Finlândia (não tirei nenhuma foto, mas nesse link tem algumas fotos de lá). É uma cidade pequena, aproximadamente 40 mil habitantes e bem bonitinha. As casas são feitas de madeira e pelo o que eu entendi algumas construções são bem antigas (não lembro de qual século). Uma senhora bem simpática foi a nossa guia, ela falava só em finlandês, algumas coisas eu consegui entender, outras "passaram direto". Ela mostrou para a gente a Igreja Ortodoxa, que estava sendo restaurada depois do incêndio que aconteceu no ano passado. Nossas professoras disseram que a Igreja era muito bonita e que os finlandeses sentiram muito quando souberam do acontecido. Conhecemos a cidade antiga, visitamos algumas feirinhas próximas a cidade antiga e depois voltamos para o ônibus. O clima não ajudou muito, estava chovendo e fazia frio. Outro dia, vou lá com Lu em um dia de muito sol para ele conhecer também.
Hoje, iremos para o festival de Kaisaniemi e encontraremos Sanna, Marina e Eduardo. Antes do festival, Lu vai "bater um baba" (uma pelada, jogo de futebol) com o pessoal do Nokia e depois vai encontrar com a gente em Kaisaniemi. Espero que o tempo melhore, parece que vai chover. Na próxima semana conto como foi!

6 comentários:

Mauricio Vieira disse...

Ah, então aquilo é conga? acho q estraga a música :p talvez pq o cara toca rumba, na conga, ao invés de tentar imitar o forró.

sua descrição do rela-rela-com-braços-pra-cima dos hippies é engraçada, queria ver.

sobre capoeira, TODO: aprender a jogar decentemente :) Vini, pelo menos, qndo for, vai poder tirar onda, aquele paulista-manô

sobre o baba, vá lá filmar!!! precisamos ver isto (nerds jogando bola).

beijos e beijuniilu

Carlinha disse...

Oi Cá,

As fotos ficam tão pequenininhas... Você coloca em algum outro lugar? :)

Esse foi o primeiro show de Lu na banda? O que ele sentiu? Gostou? :))) Senti agora saudades dos Xibungos :)

Ah, sua metida que fala finlandês :), eu não entendo Finlandês não viu? Ainda eheheh

Como foi o baba de Lu?

Beijos linda! Saudades :)
Carlinha

Teea disse...

Oi Carol,
parece ter sido legal esse dia em Kallio, mas eu também curti muito em Lisboa no mesmo dia :)
A foto de Patricia e Cássio ficou muito linda!
Porvoo é realmente uma cidade (pequena, mas) legal. Tenho uma amiga brasileira morando lá, se quiser, depois te passo contato dela.
Bjos, até amanhã!

Teea

Wagner Saback Dantas disse...

Que massa!

Fico tentando imaginar o povo no esfregua-esfregua dançando ou, por transição, no bate-coxa do forró. Deve ser curioso. ;-)

Aumentando o pedido: filma o baba, filma o baba!!!

Amanhã cedinho, indo para Belém, Pará: SBRC!

Beijão e uma boa semana para nós todos!
Wagner - Fpolis, SC, BR, 23h24.

P.S.: Aqui esfriou mais (claro, não tanto quanto aí), geralmente entre 12 e 18 graus. O suficiente para dormir com 2 camisas. :-p

P.S. 2: Bacana ver o pessoal aí incorporando manifestações brasileiras e vocês, junto aos outros brasileiros, participando do "esquema"!

Teea disse...

Comentando o comentário anterior:

"dormir com 2 camisas" --> eu nunca durmo com camisa nenhuma ;) mas com um cobertor quente, mesmo no verão...

Vinicius disse...

Dentes podres??????
DE VOLTA AOS TEMPOS MEDIEVAIS.

"Eu vou cuidar muito bem dos dentes..."