terça-feira, maio 01, 2007

Fim do módulo 1 e show do Incognito

Na terça-feira passada fizemos uma festinha para comemorar e marcar o término do módulo 1. Eszther, minha colega de classe, teve a idéia de fazermos uma surpresa para a professora, compraríamos rosas e um cartão para dar para a professora no dia da festa. Cada um contribuiu com 1€. No dia da festa, todos assinaram o cartão e as rosas estavam muito bonitas. Foi uma festinha bem tranquila, com música e comidas de cada país. Antes de começarmos a comer, entregamos as rosas para a professora e cada um disse obrigado no seu idioma. Ela ficou emocionada, não consegui ver se ela chorou, mas deu para ver que ela ficou muito emocionada. Foi muito bonito. Demorou para começarmos a comer, não sei se as pessoas estavam com vergonha ou era educação de mais. No Brasil, é só dizer "podem se servir" que a comida desaparece. Eu esperei alguém dizer essa frase célebre, mas ninguém disse, acho que falei umas duas vezes "Agora, vamos comer?!" e escutei como resposta, só os grilos cantando, ou seja, o silêncio. Então, tive que começar o trabalho, como não sou besta, perguntei a Gadzhi e a Dmitri se eles queriam arroz, eles responderam que sim, servi eles e comecei a ver resposta à minha ação. Todos começaram a se servir também. Só precisa de um empurrãozinho brasileiro. Comi de tudo um pouco, tudo estava bem gostoso. Para a sobremesa, a professora levou um bolo delicioso de frutas vermelhas com creme. Muito, muito bom!
Eu tentei levar pãozinho delícia, receita de Keilla. Como a festa era às 10h de terça-feira, tive que fazer na noite anterior. Na segunda-feira de noite, os pãezinhos estavam bons, no outro dia pela manhã eles viraram uma pedra e estava massudos, pesados. Preferi não levar. Se alguém tiver outra receita de outro prato brasileiro, me diga que na próxima festa eu vou tentar fazer e levar. Digo tentar, porque sabe lá o que pode acontecer. :)


Em pé da esquerda para direita: Mai (Estônia), Eszther (Ucrânia), Merdah e Maryam (Irã), Riikka (professora, Finlândia), Hong (Vietnã), Adil (Rep. Tcheca), Lionel (França), Cristian (Romania). Embaixo da esquerda para direita: Lakshimi (India), eu (Brasil, êêê!) e Durga (India)


Em pé da esquerda para direita: eu (Brasil, êêê!), Lakshimi (India), Maryam (Irã), Durga (India), Merdah (Irã), Adil (Rep. Tcheca), Hong (Vietnã), Dmitri (Rússia). Embaixo da esquerda para direita: Riikka (professora, Finlândia), Eszther (Ucrânia), Mai (Estônia), Gadzhi (Rússia), Lionel (França) e Vladimir (Rússia).


Mesa com todas as comidas e bebidas


Na quarta-feira, a professora do curso de finlandês nos levou para o Museu Nacional, fomos com o ônibus alugado pela escola, me senti no maternal, indo para um passeio "extra-classe", só faltou eu levar a minha lancheirinha.
É sempre bom ir no museu, conhecer como era a vida antigamente e é claro, conhecer um pouco mais da história da Finlândia. O museu conta a história da Finlândia desde a era pré-histórica até os dias atuais. Tudo bem detalhado, com roupas e objetos usados em cada período. Provavelmente, devo voltar lá com Lu, ele também gosta de museus e ainda não foi nesse.
Na quinta-feira de noite, eu, Lu, Patrícia e Cássio fomos para o show de Incognito. Foi um show dentro de um grande evento de Jazz que acontece aqui em Espoo, o AprilJazz. Lu queria ir para uns três shows, só que o ingresso não era tão barato assim, então escolhemos um só, no próximo ano iremos para o show de outra banda e assim por diante.
Não tínhamos combinado com Patrícia e Cássio, por acaso, Lu e Cássio descobriram que iríamos para o mesmo show. Foi muito divertido ir com eles! O show foi bem dançante. Eu não conhecia a banda, Lu já conhecia, sei que ele tem bom gosto musical, então confiei plenamente.


Show do Incognito


Não sou de ouvir bandas e músicas que nunca ouvi falar, gosto de ouvir as mesmas bandas de sempre, no máximo sinto curiosidade de ouvir todas as músicas de alguma banda que está fazendo muito sucesso no momento, mas nada do lado B. Lu é totalmente diferente, quando ele pode ele procura ouvir as mais diversas músicas, sem restrição ou preconceito.
No próximo ano tem mais AprilJazz e esse verão promete, por aqui tem muitos shows ao ar livre, se a gente souber antes, iremos com certeza para conhecer mais.
No sábado, fizemos um jantar aqui em casa chamamos Teea, Sanna, Marina e Eduardo. Não dá para chamar mais de 4 pessoas, temos louça e talheres para 6 pessoas no máximo e mesa para quatro. Enfim, seria bom receber mais gente, mas acho que nem sei cozinhar para tanta gente, acho que para 6 no máximo, está bom de mais.
Infelizmente, Marina e Eduardo não poderam vir, Teea e Sanna vieram. Fizemos salmão com creme de leite, ficou muito gostoso. Conversamos muito sobre a pesquisa de Sanna, a viagem de Teea e a de Lu para o Brasil e sobre Vappu (1 de Maio). Foi bem divertido, na sobremesa tomamos um espumante para comemorar aprovação do projeto de pesquisa de doutorado de Sanna. Parabéns Sanna!


Jantar com Teea e Sanna


Hoje também é feriado aqui na Finlândia, é uma das festas mais importantes para os finlandeses, eles chamam esse dia de Vappu. Nessa semana, vou arranjar um tempinho para escrever sobre essa festa, já escrevi de mais por hoje.

8 comentários:

Vinicius disse...

Incognito é uma banda bala! Eu gosto de várias músicas deles, assim como Brand New Heavies, JTQ, e claro, Jamiroquai. Por sinal, eu comecei a escutar funk quando Djonie chegou todo animado na UFBA com umas músicas do Jamiroquai (travelling without moving). E falando nisso, ontem eu baixei umas 20 músicas do Lionel Ritchie. Em breve devo enviar um coletânea 80's pra vcs, daquelas que arrebatam até os corações mais gélidos, heuaheuaheuahea!

Beijosssssssss!

Maria de salete disse...

Que delícia de almoço! E o passeio bem parece atividade extra-classe. Sua turma parece uma reunião das Nações Unidas! E o nome do rapaz é Merdah mesmo? Essa é uma das coisas que torna tão interessante essa torre de Babel: palavras que têm significados tão diferentes em cada país, em cada cultura...
Foi bom ter o blog de volta. Entendo que vc deve estar super sufocada com as aulas, estudo, etc.
Mas não nos deixe sem suas notícias, sempre tão boas e onde a gente sempre aprende um pouco.
Hoje apareceu um cabelereiro finlandês no programa da Ana Maria Braga. Ele se chama Juha e está no Brasil há anos, em um dos salões mais chiques de SP.
Um beijo, saudades muitas

Mônica Paz disse...

oi Cá,

Propaganda internacional da Colivre na última foto \0/
Espero que tenha gostado da camisa :-)

Esse seu blog já está com o tema bem definido: cultura finlandesa x brasileira; atividades culturais na Finlândia; Culinária; Comes e Bebes Internacionais; Guia de Restaurantes finlandês; Boa comida (exceto pelos animais) rsrsrrsrs

Beijos

Mônica Paz disse...

Ah! como sempre, é muito divertida a leitura do seu blog. Sempre riu (ou me emociono)

Wagner Saback Dantas disse...

Oiiiiiiiiii!

Que bom ler notícias novas, Cá!

Imagino que as ocupações estejam em alta por estas bandas. Algumas, como as relatadas nesta notinha nova, são fabulosas, hein? Ir ao museu com a turma da escola não é nada mal.

Incognito para mim é uma incógnita (péssimo trocadilho!). Não conheço. Tampouco os outros artistas que Vinnie citou, exceto Jamiroquai.

Falando em receitas, cadê a movimentação no nosso blog de receitas? Hum... A cobrança vale para mim também, hein Maux e Vinnie?

Em Desterro (Fpolis), dias parecidos com o outono (uma surpresa em tempos de aquecimento global e desregramento meteorológico). Clima ameno, pulando de lá para cá da (e para a) linha dos 20 graus. Uma beleza.

De mim, o mesmo: pouca grana (alguém tem dinheiro para ceder aí? Até 1 euro serve!), trabalhos e expectativas. Importante manter este último ponto, essência de vida.

Esperamos a próxima festinha de passagem de módulo (passou de ano, hein? hehehe). Para onde será o novo passeio?

Beijão, extensível para Lu.

É isso,
Wagner - Fpolis, SC, BR, 03.05.2007, 21h43.

Pata disse...

Oi Carol!
Que legal esse almoco em turma, hein?! Deve ser muito bom provar comidas tão diferentes e conhecer um pouquinho de cada cultura.
Nosso show foi massa mesmo, eu já conhecia a banda por causa do Cas, mas mesmo assim fiquei muito surpresa, positivamente, com o show.
Bjnhs e bom findi!

Wagner Saback Dantas disse...

Cá, tem como você colocar uma referência ao nosso blog de receitas aqui?

Precisando trazer o grande público-leitor de cá para lá. Todo mundo tem sempre uma receitinha de predileção e uma receitinha para recomendar. ;-)

Beijos,
W.

Teea disse...

Nem comentei aqui ainda?
Olhe, mais uma vez obrigada pelo jantar, adoro salmão e ainda mais salmão à Carol!
Tenho de conhecer esse seu blog de receitas também...
Esperando a abertura do seu restaurante baiano em Helsinque...

beijos, ótimo final de semana para você e Lu!