sexta-feira, novembro 10, 2006

Primeiros dias na Finlândia

É a primeira vez que tenho um blog, vou tentar mantê-lo sempre atualizado. Acho que vai ser uma forma de me distrair e desabafar como está sendo essa mudança pra mim e pra Lu. Vou começar contando como foram os nossos primeiros dias por aqui.
No dia 15 de outubro, chegamos na Finlândia depois de horas e horas dentro do avião. Eu não consegui dormir no avião, Lu de vez em quando cochilava, mas para mim foi muito difícil mesmo! Chegamos mais ou menos às 15h, estávamos exaustos. Encontramos com um finlandês que nos esperava no aeroporto com uma plaquinha "Lucas Rocha", que chique! Entramos na van e fizemos uma viagem do aeroporto até o hotel bem bonita, muitas árvores e muito verde. Quando chegamos no hotel, ficamos "fazendo hora" para dormir no horário certo, isso ajudou a nos acostumar com a diferença de fuso horário. Passamos 11 dias no hotel, nesse período procuramos apartamento, ficamos comendo aquele café da manhã com salmão defumado, pepino, tomate, bacon, umas frutas muito azedas e outras comidas muito esquisitas para dois nordestinos e também, é claro, almoçando sanduíche e, às vezes, pizza. O clima não ajudava, muito frio, vento e chuva e para completar meu sapato estava me apertando, foi horrível! Tivemos que sair um dia só para comprar casacos super potentes, luvas, sapatos confortáveis e impermeáveis e guarda-chuvas. O alívio chegou mesmo no dia 25 de novembro, o dia que saímos do hotel. Não estávamos suportando ficar mais um dia lá, a cama era boa, o chuveiro era muito bom, mas precisávamos fazer a nossa própria comida.
Os primeiros dias em casa foram os piores, não tinha computador, nem internet, nem TV e nem muito menos celular. Lu já estava indo para o trabalho, ele saia cedo daqui e só retornava quase de noite. Eu ficava arrumando e limpando a casa, ia no shopping e depois voltava pra casa. Estava ficando muito triste aqui sozinha. Decidimos sair para comprar logo o computador e habilitar a internet. Aí ficou bem melhor, pude conversar com meus amigos e amigas, pude ver e conversar com meus pais, Yuri, com Chico, Aparecida e Salete. Ah! Como me fez bem!
Por aqui já estamos nos integrando. A primeira pessoa que conheci foi Zara, ela é portuguesa muito alegre, foi comigo fazer um tour pelo supermercado e me levou em um outro mercado mais baratinho. Na sexta-feira passada, 3 de novembro, fomos jantar na casa dela. Conheci o marido dela, Carlos, e os seus dois filhos, Rudi e Roni, eles todos são portugueses, são pessoas muito atenciosas e bastante prestativas. O jantar foi muito gostoso, a torta de limão, hummm, que delícia!
Na quarta-feira passada, conheci Sandra, a namorada de Xan (colega espanhol do trabalho de Lu), e a amiga dela, Laura, as duas são espanholas. Nesse dia, percebi como os latinos se parecem! Combinamos de fazer um curso de inglês em Janeiro e de sair para "bailar" em alguma discoteca em Helsinki. Sandra é mais calminha e Laura bem falante, as duas são muito animadas, leves, muito divertidas, dei muita risada com elas! A conversa foi um pouco complicada, é claro, mas no final a gente se entendeu muito bem, trocamos e-mail e messenger.
Na semana passada, sem querer, conhecemos no supermercado na seção de ciroulas, Rogério, um brasileiro, que veio com a família para a Finlândia também. Ontem, conheci a esposa dele, Paloma, e seus filhos, Lucas e Barbara. Paloma é uma pessoa super tranquila, um astral muito bom. Os filhos uma gracinha! Passamos um dia de madame mesmo, fomos a dois shoppings, comprei algumas coisinhas aqui pra casa, comprei até tapioca, que ela me mostrou, só falta agora um termômetro (sugestão de Paloma). Provavelmente, em janeiro, vamos fazer o curso de finlandês juntas e Barbara vai junto com a gente.
Nesse fim de semana ou no próximo iremos conhecer Rosana, ela é brasileira também. Encontramos no orkut a comunidade "Brasileiros(as) na Finlândia" e vamos a feijoada que eles irão fazer no dia 2 de dezembro.
Estamos aos poucos construindo as nossas amizades por aqui.
Lu está muito empolgado com o novo trabalho dele, era tudo que ele sempre quis, trabalhar com o GNOME e com Software Livre e ser pago por isso. Acho que a maior problema pra ele tem sido a comida do trabalho. Tive que fazer almoço pra ele levar, já que ele não estava conseguindo comer nada por lá.
Ele como sempre tem me ajudado e me dado muito apoio. É muito bom ter ele do meu lado! Esses dias difíceis tem reforçado o quanto a gente se ama. Dia após dia, um ajudando o outro, compreendendo as angústias, cuidando e, é claro, dando muito carinho. É muito bom mesmo!
Na semana passada, encontramos alguns sites com eventos culturais, estamos agora por dentro das "badalações" finlandesas. :)
Nesse fim de semana iremos ver um filme brasileiro "O caminho das nuvens" de graça lá em Helsinki. Acho que vai fazer bem pra gente e, é claro, não vou esquecer de levar alguns lenços de papel. :)
Acho que aos pouquinhos estamos conseguindo nos achar por aqui.

11 comentários:

Wagner Saback Dantas disse...

Oi, Cá!

Gostei muito da idéia de você ter um blog, de expôr o seu lado, a sua visão dos acontecimentos na Finlândia, ao lado do já tradicional ponto de encontro com Lu. :-)

Por aqui, tudo em paz. Curiosamente, em Floripa, tem feito um friozinho pela noite. Parece mais outono do que primavera! Cruzes!

De quando em quando, escreva, ok? E não se esqueça das curiosidades da região e das aparições vindas da interseção entre culturas brasileira (latino-americana por extensão) e escandinava (escandinava ou nórdica?).

Grande beijo (extensível pra Lu, claro!) e bons dias!

Estejamos em paz.

É isso,
Wagner - 11.11.2006, 02h10 (horário de verão)

Maria de Salete disse...

Parabéns CÁ!
Delícia te ler...
Ainda bem que a gente tem se falado bastante por essas vias internéticas.
E descobri que Lu tb tem um blog. Mas deve ser secreto, só pros Gnome people...
Beijão e vá em frente!
Salete

Natália disse...

Carol,

Adorei o blog! Continue escrevendo.

Esses dias tá fazendo um friozinho aqui em BH e eu já estou achando péssimo, imagino como vocês não estão aí. Pelo menos dentro de casa deve ser quentinho né?

Beijão,
Tatá

Mônica Paz disse...

Cá, primeiro achei muito legal você ter um blog, pensei: Cá virou blogueira também :-)

Depois não consdeguir segurar a lágrimas, acho que apesar das saudades as coisas estão indo bem para você e os contatos que você já vem criando só mostrar que era isso mesmo que tinha que ocorrer.

A vida afastou algumas pessoas que eu amo, mas no fim descobrirei porque tinha que ser assim.

Beijos

Zara Miravent disse...

Oi Carol!
Parabens pelo blog, é uma belissima maneira de estar mais perto daqueles de quem gostamos!

Obrigado pelas palavras amaveis sobre nos, sempre receberam as fotos que enviei por mail?

Ja agora, eu tambem gosto muito de dar o meu pezinho de danca e teria muito gosto em juntar-me a voces numa saidinha pela noite de Helsinkia :-)

Um beijinho e bom domingo!

Keilla disse...

Oi ca, estou adorando seu blog :) Que bom que estão se adaptando aí e fazendo amigos. Saudades.

Aparecida disse...

Carol,

AMEI!!!
Fiquei muito feliz e orgulhosa ao ler suas palavras e ver como vocês já estão se "localizando" ai.
Estou com saudades de conversar com vcs. Tomara que a gente consiga se falar esta semana no Skype.
Beijos mis,
Aparecida 9aqui chove e tá meio frio, assim, uns 20graus hehe)

terceiro disse...

Cacá, que bom que vamos ter notícias suas por aqui! :-) Já coloquei o feed no meu leitor de RSS ...

"O Caminho das Nuvens" é genial!

Beijão pra você e Lu!

Anônimo disse...

Bala! Já tava mais ou menos por dentro, mas ter um cantinho seu pra gente ler de vez em quando é ótimo!

Beijos e muitos idiomas pra vc!

vinnie

Anônimo disse...

Moi Carol, mitä sinulle kuuluu?

Näkemiin,

Mauricio

Teea disse...

Oi Carol,
Sou Teea (finlandesa), nos não conhecemos ainda, mas acho que vamos nos conhecer no sábado no encontro dos brasileiros (feijoada).

Já comentei alguma vez no blog do Lucas (sobre a comida talvez) e agora voltei a ler blog dele e tb o seu (pela primeira vez). Bom, Lucas ficou surpreso como os finlandeses defendem a comida tradicional - eu também! Pois não pensava que é tão ruim que não se pode nem comer (e pensei que lá no seu trabalho teria mais opções, algo mais internacional talvez?), mas sei que não é uma grande delicia ;) Força para vcs ;) Mas como escrevi a ele, acho que ingredientes aqui tem, não é?

Fiquei feliz ao saber que já fizeram muitas amizades - e espero que encontrem mais amigos neste sábado!

Beijos, até mais, Teea